“A vida anda muito corrida, ninguém se importa muito com o outro”

“A vida anda muito corrida, ninguém se importa muito com o outro”

30 de agosto de 2018 0 Por curacionemocional

“A vida anda muito corrida, ninguém se importa muito com o outro”. Eu ouvi essa frase de uma amiga nesta semana. Eu estava reclamando com ela sobre a falta de interesse e atenção demonstrada por algumas amigas minhas na organização de uma festa para uma amiga em comum. Ninguém dava opiniões, palpites, sugestões. Sempre a mesma pessoa participando e tomando decisões pelo grupo do Whatsapp. Ninguém queria se ocupar com isso, afinal, a vida é corrida demais, né?

Eu entendo, também evito participar de tudo para poupar energia, mas não compreendo a ordem de prioridades das pessoas. Elas passam o dia todo em outro grupo do Whatsapp conversando besteira. Aí na hora de aparecer no outro grupo e participar, “nossa, estou ocupada demais!”. É isso que eu não entendo. Quando eu estou apertada no trabalho, eu não participo de nada, nem online no WhatsApp eu fico. Simplesmente é tanta coisa pra fazer que realmente fica inviável acompanhar as conversas nos grupos. Mas elas não. Elas ficam online, respondem em outros grupos e meio que ignoram o que está sendo combinado no outro. E o que está sendo combinado não é nenhuma polêmica, nada disso, é uma saída surpresa com uma amiga!

Acho muito pouco caso da parte delas ou então acho excesso de envolvimento da minha parte. Preciso mesmo controlar menos as coisas, tomar menos frente das situações. Eu naturalmente tenho esse papel na minha vida pessoal e profissional, mas tem horas que cansa ser assim! Se todo mundo se envolvesse, maravilha! Mas quase ninguém se envolve…todo mundo meio que tirando o time de campo…Essa é a sensação!!! Dá vontade de chegar e perguntar: escuta, você tá afim mesmo de participar dessa comemoração? Não é obrigatória não, viu? Fique à vontade para declinar o convite.

Gente, é beeeeeeeeeeeem melhor jogar limpo do que ficar se esquivando. Eu sei que não deveria me importar tanto com isso, muito menos me dedicar da maneira como me dedico, afinal “ninguém se importa muito com o outro”. Eu sei que talvez, se fosse o contrário, elas nem teriam a mesma dedicação comigo. Sei que eu sempre espero muito dos outros e nunca recebo o suficiente (é a impressão que eu tenho). Sei que eu poderia simplesmente deixar o barco correr, sem ficar controlando as coisas. Tenho tentado, porque sei que eu preciso. Gasto energia demais com esse tipo de situação. Fico com a cabeça cheia, preocupada, sem dormir. Verdade! Uma bobagem dessas me tira o sono…

A impressão que eu tenho é que carrego o mundo nas costas, sabe? E cansei disso, não quero carregar mais peso nenhum, pelo contrário, quero me livrar deles! Quero ligar o FODA-SE literalmente, quero chegar a uma altura da vida em que poucas coisas me abalam, poucas situações me tiram do sério. Quero não precisar ter respostas pra tudo, quero não precisar me posicionar, quero não precisar perder o sono por conta de uma coisa desse tamanho. Uma noite de sono tranquila pra mim é preciosidade. Prezo tanto por isso! Sinto que preciso me blindar…preciso me recolher para entender melhor meus sentimentos e minhas emoções, para poder recarregar as minhas baterias. Preciso de um tempo, preciso de um respiro. E sem WhatsApp.

Nina Ferrão